quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

BIOGRAFIA



Sei que Corso morreu em 2001
Não sei como estava da sua falta
De amabilidade
70 anos aquilo não foi só uma metáfora
A poeira cai sobre tudo
Eu vi suas fotografias
Mas não sei como era
Nem sei como estava
Enquanto a rua alicia
E você mete os sapatos
Sei que com 25 anos
Você se apaixonou por
Shelley Chatterton Rimbaud
Sei que você odiava
Os poetas velhos
Algo de semelhante pode-se
Afirmar de uma prostituta
Para quem o interesse
Primeiro não está na poesia
Descuidado da verdade
Você não era rastreável
Sei que está morto será?


Gregory Corso







Ney Ferraz Paiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário